Neymar e André Gomes comemora ao lado de André Gomes: craque está na mira do PSG desde o ano passado (Foto: Josep Lago/AFP)

Uma bomba de enormes proporções pode explodir no futebol europeu nesta janela de transferências e transformar um brasileiro no jogador mais caro da história: o PSG está disposto a pagar a multa de rescisão, estipulada em 222 milhões de euros (R$ 821,4 milhões), para tirar Neymar do Barcelona. E só espera o sinal verde do craque para dar essa cartada.

O assunto já corre em rodinhas de agentes europeus bem informados, e três deles (dois dos quais têm boas fontes no clube francês) confirmaram ao Chuteira FC que o PSG pensa realmente em virar o mercado de pernas para o ar com a contratação de Neymar.

O clube entende que precisa de um fora de série para conseguir dar o salto de qualidade necessário para conquistar a Liga dos Campeões. Pouco antes da abertura da janela de transferências, que vai até o fim de agosto, quando surgiu a notícia de que Cristiano Ronaldo estava insatisfeito no Real Madrid e decidido a mudar de ares, o PSG cogitou investir em sua contratação. Mas como parece que a situação será contornada e o português continuará a usar a camisa branca, o objetivo passou a ser Neymar. Ou melhor, voltou a ser Neymar.

No meio do ano passado, antes que o craque renovasse o contrato, o PSG se dispunha a pagar a multa de 190 milhões de euros (R$ 703 milhões, em valores de hoje) e lhe oferecia um salário anual de 25 milhões de euros (R$ 92,5 milhões). Se Neymar tivesse aceitado, os magnatas do Catar que são donos do clube francês teriam depositado o valor da multa.

Para que se tenha uma ideia do tamanho daquela oferta, Neymar passou a receber 15 milhões de euros (R$ 55,5 milhões) ao assinar o novo vínculo, que vai até 2021. E Messi renovou há poucos dias para ganhar 24 milhões de euros (R$ 88,8 milhões). O novo contrato do brasileiro estabelece que o valor inicial da multa seria de 190 milhões de euros, no segundo ano passaria para 222 milhões e do terceiro ao quinto ficaria fixa em 250 milhões (R$ 925 milhões).

O fato de o valor da multa ter subido não é um empecilho para o PSG, que tem dinheiro de sobra para fazer a loucura que quiser. E o clube pretende lhe oferecer um salário ainda maior do que o proposto ano passado. Além disso, acena com a tal “segurança fiscal” tão reclamada pelo pai de Neymar na Espanha – o que nada mais é do que assumir a responsabilidade pelo pagamento de todos os impostos do jogador e assim evitar problemas como os que ele vem tendo na Espanha e no Brasil.

Uma fonte ligada ao Barcelona ouvida pelo Chuteira FC disse que o clube não tem conhecimento de uma nova tentativa de aproximação do PSG com Neymar. Mas ressaltou que não haverá o que fazer se o clube francês se entender com o jogador e depositar o valor da multa rescisória.

Se Neymar sair por 222 milhões de euros, o Barça terá caixa para ir às compras e buscar os jogadores que deseja para a temporada. Para liberar Philippe Coutinho (que poderia jogar pela esquerda na vaga deixada por Neymar), o Liverpool quer 100 milhões de euros (R$ 377 milhões). O volante italiano Verratti, do PSG, custa 80 milhões de euros (R$ 296 milhões). E, se não conseguir dobrar os chineses do Guangzhou Evergrande para comprar Paulinho, o valor da multa do volante é de 40 milhões de euros (R$ 148 milhões). Se bem que nesse último caso o clube está otimista para chegar a um final feliz nos próximos dias com uma nova proposta.

Um dos agentes ouvidos pela reportagem disse que não se espantaria se Verratti entrasse como parte do pagamento ao Barça. Seria uma maneira mais elegante de o PSG levar Neymar, o que não aconteceria se simplesmente depositasse a multa.

Em Barcelona há rumores de que a renovação do contrato de Messi mostrou a Neymar que via demorar para ele ser o número 1 do time e poder aspirar com com mais chances à Bola de Ouro de melhor jogador do mundo.

A bola está com Neymar. Se ele quiser, será o jogador mais caro da história, passará a ganhar muito mais do que recebe no Barcelona e se tornará o “dono do time” – algo que não acontecerá no Camp Nou enquanto Messi vestir a camisa 10.




Comments

comments